NOTÍCIAS DA FENAFISCO

Fenafisco participa do lançamento do Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2017

Os dirigentes da Fenafisco, Pedro Lopes (Assuntos Parlamentares), Francelino Valença (Formação Sindical) e *Jorge Couto, presidente do Sindare-TO (sindicato filiado à entidade)* , prestigiaram na última quarta-feira (19) o lançamento do Prêmio Nacional de Educação Fiscal, edição 2017, promovido pela Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite), em parceria com a Escola de Administração Fazendária (Esaf)

A solenidade de lançamento foi realizada no auditório da Receita Federal do Brasil, em Brasília e nesse ano trouxe duas novidades: a inclusão da Categoria Imprensa e da educação fiscal na Base Comum Curricular.

A premiação nacional objetiva valorizar as melhores práticas de educação fiscal, que atuam sobre a importância social dos tributos e sua correta aplicação em benefício de todos. Ao lançar a sexta edição do Prêmio, o presidente da Febrafite, Roberto Kupski, ressaltou que a iniciativa é motivo de orgulho para a entidade e suas filiadas.

Ao citar a evolução e o comprometimento de todos os colaboradores, representantes da Comissão Julgadora e das entidades parceiras, desde a primeira edição em 2012, Kupski destacou que isto também contribuiu para a recém-conquista da inclusão da educação fiscal na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), apresentada pelo Ministério da Educação na semana anterior.

Para os dirigentes da Fenafisco, o Prêmio é de grande importância para a sociedade por “contemplar projetos que promovem o controle de gastos e de receitas públicas que serão revertidas em benfeitorias para o cidadão.”

As inscrições estão abertas e vão até o dia 14 de julho deste ano. Neste ano, a premiação está dividida em três categorias: Escolas (públicas e particulares); Instituições (Universidades, Prefeituras Municipais, Organizações Não Governamentais – ONGs, Secretarias Municipais, dentre outras); e Imprensa, voltada à profissionais ou empresas de comunicação com atuação em mídia convencional (jornal impresso, revista, tv, rádio ou webjornalismo). Os estudantes de jornalismo também poderão participar com reportagens publicadas nos jornais laboratórios.

(Com informações da Ascom Febrafite)